A regulamentação do Empréstimo Consignado do Auxílio Brasil tem sido esperada por 20,65 milhões de beneficiários do Auxílio Brasil
Na última terça-feira de setembro (27), o Ministério da Cidadania enfim anunciou a conclusão da regulamentação do Empréstimo Consignado do Auxílio Brasil.
A publicação da portaria aproxima 20,65 milhões de beneficiários da solicitação do crédito consignado, uma vez que torna possível a liberação por parte dos bancos. 
Confira nesta matéria, em ordem:
Derivado do programa Auxílio Brasil, o Empréstimo Consignado do Auxílio Brasil é uma operação do Auxílio Brasil que possibilita ao beneficiário a solicitação de crédito consignado.
Com a operação, o beneficiário que deseja contratar o empréstimo pode solicitar um valor de até R$ 2.569,34, que será pago em 24 parcelas mensais de R$ 160,00.
O beneficiário que solicitar o empréstimo já terá o desconto da primeira parcela aplicado à próxima parcela do Auxílio Brasil.
Entenda melhor a seguir: 
EMPRÉSTIMO SOLICITADO EM OUTUBRO OU NOVEMBRO 
EMPRÉSTIMO SOLICITADO A PARTIR DE DEZEMBRO

O cálculo varia devido à mudança no valor do pagamento do Auxílio Brasil. A parcela de R$ 600 só está garantida pelo Orçamento do Governo até dezembro deste ano.
Embora seja provisória, a medida de aumento da parcela para o valor de R$ 600 tem sido promovida pelo presidente Jair Bolsonaro em campanha à reeleição.
ÚLTIMAS NOTÍCIAS: Governo Federal anuncia Décimo Terceiro do Auxílio Brasil; veja quem receberá e qual será o valor
Para solicitar o Empréstimo Consignado do Auxílio Brasil, é preciso que os beneficiários estejam sob as seguintes condições:
Tanto os beneficiários do Auxílio Brasil quanto os do programa do Benefício de Prestação Continuada (BPC) podem solicitar o Empréstimo Consignado do Auxílio Brasil.
ÚLTIMAS NOTÍCIAS: entenda por que solicitar o Empréstimo Consignado do Auxílio Brasil é arriscado
Divulgada pelo Ministério da Cidadania no Diário Oficial da União, a portaria da regulamentação diz respeito a uma série de regras que os beneficiários interessados no crédito devem estar cientes
Veja quais são os principais pontos:

Desde o mês de agosto, alguns bancos já vinham realizando pré-cadastro para operar a modalidade do Empréstimo Consignado do Auxílio Brasil.
A Caixa Econômica Federal, responsável pelo pagamento do Auxílio Brasil, e o Banco do Brasil são os principais bancos que realizarão a operação.
Na semana passada, em entrevista à Voz do Brasil, Ronaldo Viera Bento, ministro da Cidadania, afirmou:

Caixa Econômica Federal divulgou, em nota, que vai estar disponibilizando também esse crédito consignado para as famílias. A partir daí, elas [as famílias] podem fazer o seu pré-cadastro, se habilitarem e a instituição financeira vai conceder o crédito consignado.

Veja a seguir as instituições financeiras que devem liberar os empréstimos:
Instituições financeiras que não devem liberar os empréstimos
A lista oficial com todas as instituições financeiras ainda não foi divulgada pelo Ministério da Cidadania.


A solicitação do crédito consignado pela modalidade do Empréstimo Consignado do Auxílio Brasil deve ser realizada da seguinte forma:
Uma vez homologados, os bancos já estão aptos a dar início às análises dos beneficiários que desejam solicitar o crédito.

Comumente, após o beneficiário entrar em contato com o banco e declarar a intenção de contratação do crédito consignado, a análise dos documentos leva cerca de de 24 horas.
No entanto, cada instituição financeira segue suas próprias diretrizes de avaliação.
Por isso, apenas o banco escolhido pelo beneficiário pode estimar com precisão um prazo para o Empréstimo Consignado do Auxílio Brasil cair na conta.
Sobre
Repórter-estagiária do JC, estudante de jornalismo na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Cobre o setor de Economia
É o fato ou acontecimento de interesse jornalístico. Pode ser uma informação nova ou recente. Também diz respeito a uma novidade de uma situação já conhecida.
Texto predominantemente opinativo. Expressa a visão do autor, mas não necessariamente a opinião do jornal. Pode ser escrito por jornalistas ou especialistas de áreas diversas.
Reportagem que traz à tona fatos ou episódios desconhecidos, com forte teor de denúncia. Exige técnicas e recursos específicos.
Conteúdo editorial que oferece ao leitor ambiente de compras.
É a interpretação da notícia, levando em consideração informações que vão além dos fatos narrados. Faz uso de dados, traz desdobramentos e projeções de cenário, assim como contextos passados.
Texto analítico que traduz a posição oficial do veículo em relação aos fatos abordados.
É a matéria institucional, que aborda assunto de interesse da empresa que patrocina a reportagem.
Conteúdo que faz a verificação da veracidade e da autencidade de uma informação ou fato divulgado.
É a matéria que traz subsídios, dados históricos e informações relevantes para ajudar a entender um fato ou notícia.
Reportagem de fôlego, que aborda, de forma aprofundada, vários aspectos e desdobramentos de um determinado assunto. Traz dados, estatísticas, contexto histórico, além de histórias de personagens que são afetados ou têm relação direta com o tema abordado.
Abordagem sobre determinado assunto, em que o tema é apresentado em formato de perguntas e respostas. Outra forma de publicar a entrevista é por meio de tópicos, com a resposta do entrevistado reproduzida entre aspas.
Texto com análise detalhada e de caráter opinativo a respeito de produtos, serviços e produções artísticas, nas mais diversas áreas, como literatura, música, cinema e artes visuais.
Jornal @ 2022 – Uma empresa do grupo JCPM
PARA SOLICITAÇÃO DE LICENCIAMENTO, CONTACTAR [email protected]

source