Dicas de saúde, informações sobre especialidades da medicina, doenças e tratamentos
Veja todas as novidades da última semana sobre o processo do piso salarial da enfermagem e saiba tudo sobre as últimas notícias
Propostas de soluções orçamentárias para viabilizar o piso salarial da enfermagem estão sendo votadas no Senado Federal e na Câmara dos Deputados para garantir o pagamento da categoria.

Os profissionais beneficiados pelo piso salarial da enfermagem são enfermeiros, técnicos, auxiliares de enfermagem e parteiras.
Confira os novos valores para o piso salarial da enfermagem de acordo com a lei nº 14.434/2022:

LEIA MAIS: Veja o resumo da semana anterior

A lei do piso salarial da enfermagem está suspensa no STF desde 4 de setembro, após o Supremo acatar uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) contra a aplicação da lei.
O autor do decreto foi o ministro Roberto Barroso, que teve apoio da maioria dos ministros do STF após julgamento realizado há um mês, com placar final favorável à suspensão do piso salarial da enfermagem.
Por esse motivo, oito propostas foram apresentados no Senado a fim de comprovar a viabilidade da aplicação do piso salarial da enfermagem na folha de pagamento da categoria.
Veja as últimas atualizações sobre o processo do piso salarial da enfermagem:
No dia 6 de outubro, foi realizada uma Sessão Deliberativa Ordinária Semipresencial no Senado, na qual estava programada a votação do Projeto de Lei 798/21, favorável ao piso salarial da enfermagem.
No entanto, a discussão da proposta para o piso salarial da enfermagem foi retirada de pauta de forma inesperada, deixando os representantes da enfermagem presentes indignados.
O Fórum Nacional da Enfermagem se pronunciou nas redes sociais e divulgou vídeo onde é possível ouvir uma representante dizendo “não precisam me prender”, enquanto pressionava os senadores.
“Enfrentaremos truculência, o descaso e até ameaça de prisão para defender a aprovação das fontes de custeio e a implementação do piso salarial da categoria“, declarou o FNE em nota.
LEIA MAIS: Veja aqui VÍDEO e mais detalhes sobre a confusão no Plenário 

Na última terça-feira (11), o Projeto de Lei Complementar (PLP) 7/22 foi aprovado na Câmara dos Deputados com 383 votos a favor e apenas 3 contra, em defesa do piso salarial da enfermagem.
Entre os três parlamentares em oposição à lei estavam Joseildo Ramos (PT-BA), Roberto de Lucena (Republicanos-SP) e Damião Feliciano (União-PB).
Porém, nas redes sociais, o deputado Joseildo Ramos revelou que seu voto foi equivocado e que, na realidade, é a favor do piso salarial da enfermagem.
O PLP 7/22 foi aprovado pelo substitutivo do relator, o deputado Antônio Brito (PSD- BA), com o objetivo de realocar fundos de saúde para arcar com o custeio das Santas Casas ao piso salarial da enfermagem.
O projeto direcionaria R$ 2 bilhões dos recursos de saúde e assistência social de estados, municípios e Distrito Federal, para as entidades privadas conveniadas ao SUS sem fins lucrativos.
Durante encontro com sua base aliada de deputados, no Recife, o candidato Jair Bolsonaro (PL) determinou que a saúde fosse inclusa na lista de setores com desoneração da folha de salários.
A ideia foi direcionada ao atual Ministro da Economia, Paulo Guedes, e ainda não há valores exatos sobre o impacto da medida ligada ao piso salarial da enfermagem na arrecadação federal.
Um projeto nesse sentido está parado no Congresso e só deve ser votado após as eleições.

BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Bolsonaro em Recife; piso salarial enfermagem últimas notícias – BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM

A discussão no Congresso sobre um possível aumento na verba das prefeituras para custear o piso salarial da enfermagem voltou a ser pauta.
Essa proposta está em fase de tramitação e busca crescer 1,5% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), com parte sendo usada para o pagamento do piso salarial enfermagem.
A Frente Nacional de Prefeitos se posicionou a favor do valor do acréscimo repassado aos municípios, que seria equivalente a R$ 9,2 bilhões/ano.
LEIA MAIS: Entenda melhor como funciona e para que serve o Fundo de Participação dos Municípios 
Segundo informações do G1, os prefeitos também visam uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), com o objetivo de repassar cerca de R$ 10 bilhões anuais da União para o FNM.
Dessa forma, nas próximas segunda e terça-feira (17 e 18), 300 prefeitos irão a Brasília para buscar apoio dos líderes do Congresso Nacional, em defesa do piso salarial da enfermagem.

Sobre
Repórter-estagiária do JC, estudante de jornalismo na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Cobre o setor de Saúde na coluna Saúde e Bem-estar
Cargo:Repórter-estagiária
É o fato ou acontecimento de interesse jornalístico. Pode ser uma informação nova ou recente. Também diz respeito a uma novidade de uma situação já conhecida.
Texto predominantemente opinativo. Expressa a visão do autor, mas não necessariamente a opinião do jornal. Pode ser escrito por jornalistas ou especialistas de áreas diversas.
Reportagem que traz à tona fatos ou episódios desconhecidos, com forte teor de denúncia. Exige técnicas e recursos específicos.
Conteúdo editorial que oferece ao leitor ambiente de compras.
É a interpretação da notícia, levando em consideração informações que vão além dos fatos narrados. Faz uso de dados, traz desdobramentos e projeções de cenário, assim como contextos passados.
Texto analítico que traduz a posição oficial do veículo em relação aos fatos abordados.
É a matéria institucional, que aborda assunto de interesse da empresa que patrocina a reportagem.
Conteúdo que faz a verificação da veracidade e da autencidade de uma informação ou fato divulgado.
É a matéria que traz subsídios, dados históricos e informações relevantes para ajudar a entender um fato ou notícia.
Reportagem de fôlego, que aborda, de forma aprofundada, vários aspectos e desdobramentos de um determinado assunto. Traz dados, estatísticas, contexto histórico, além de histórias de personagens que são afetados ou têm relação direta com o tema abordado.
Abordagem sobre determinado assunto, em que o tema é apresentado em formato de perguntas e respostas. Outra forma de publicar a entrevista é por meio de tópicos, com a resposta do entrevistado reproduzida entre aspas.
Texto com análise detalhada e de caráter opinativo a respeito de produtos, serviços e produções artísticas, nas mais diversas áreas, como literatura, música, cinema e artes visuais.
Jornal @ 2022 – Uma empresa do grupo JCPM
PARA SOLICITAÇÃO DE LICENCIAMENTO, CONTACTAR [email protected]

source