Brasília
15/10/2022 20h33

Ao pedir votos na região onde teve o pior desempenho no primeiro turno das eleições, Bolsonaro citou uma passagem bíblica para dizer que os fiéis são responsáveis por suas “ações e omissões”.

“Temos valores, princípios, cultura, temos uma religião, acreditamos em Deus. Alguns dizem que não deveríamos falar de eleições em templos religiosos, mas falamos de eleições hoje para que amanhã possamos falar de Jesus nas nossas igrejas”, afirmou, em discurso mais curto do que os realizados mais cedo em Teresina (PI) e Fortaleza (CE).

Além de repetir a promessa da continuidade da desoneração de combustíveis e do Auxílio Brasil de R$ 600, ele enfatizou posições caras ao eleitorado evangélico, ao reafirmar que não aceita debater a legalização do aborto e das drogas, além do que chama de “ideologia de gênero”.

“O outro lado prometeu água para o Nordeste e não trouxe. Agora promete picanha e cerveja. Pelo amor de Deus”, encerrou, citando um dos motes de campanha de Lula.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Por favor, tente novamente mais tarde.

Não é possivel enviar novos comentários.
Apenas assinantes podem ler e comentar
Ainda não é assinante? .
Se você já é assinante do UOL, .
O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

source