Nicole D'Almeida
Colaboração para o UOL, em São Paulo
16/10/2022 04h00Atualizada em 16/10/2022 19h09
O primeiro debate para presidente da República no 2º turno das Eleições 2022 acontece neste domingo (16) com transmissão do UOL a partir das 20h. O encontro entre Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL) é organizado em parceria com a TV Bandeirantes, TV Cultura e Folha de São Paulo. Para assistir ao vivo ao encontro, basta clicar no vídeo acima deste texto. É possível também assistir ao vivo e acompanhar bastidores em tempo real clicando no link abaixo:
O confronto também terá apoio do Google e do YouTube, que irão monitorar as discussões dos eleitores na internet. Esta será a primeira oportunidade para Lula e Bolsonaro debaterem frente a frente suas propostas para os próximos quatro anos no Brasil. O encontro acontecerá duas semanas antes da votação de segundo turno para presidente, no dia 30.

No primeiro turno, o petista saiu na frente, com 57 milhões de votos (48,43%), contra 51 milhões (43,20%) do candidato à reeleição.
O debate UOL entre Lula e Bolsonaro poderá ser assistido ao vivo aqui, no UOL no YouTube, Canal UOL e nas redes sociais Facebook, Twitter ou TikTok.
Na televisão aberta, o debate poderá ser acompanhado na TV Bandeirantes e na TV Cultura.
No rádio, pela rádio Bandeirantes e na BandNews FM de cada estado.
O encontro poderá ser assistido ainda nos perfis nas redes sociais e plataformas digitais dos veículos organizadores.
O debate UOL entre Lula e Bolsonaro começa oficialmente às 20h.
A partir de 18h45, o UOL terá um programa especial apresentado por Kennedy Alencar, com a participação dos colunistas Josias de Souza, José Roberto de Toledo, Alberto Bombig e Thais Oyama.
As regras do debate foram acertadas em reunião com os representantes dos partidos e os organizadores na última terça-feira (11). Cada candidato ficará de um lado dos estúdios da Band. À direita, o atual presidente Jair Bolsonaro, e à esquerda, o ex-presidente Lula.
O debate terá uma hora e 40 minutos de duração e será dividido em três blocos.
Após pergunta inicial de um dos mediadores, os candidatos — primeiro Bolsonaro e depois Lula — terão um minuto e meio para responder. Em seguida, começa um confronto direto entre os presidenciáveis. Cada um terá 15 minutos de tempo para administrar entre perguntas, respostas, réplicas e tréplicas. Lula será o primeiro a perguntar e abrirá o embate.
Os candidatos responderão perguntas de quatro jornalistas dos veículos que formam o pool. As mesmas questões serão feitas aos dois candidatos. Bolsonaro será o primeiro a responder à primeira pergunta e à terceira, e Lula, o primeiro a responder à segunda pergunta e à quarta. Os candidatos terão um minuto e 30 segundos para cada resposta e não haverá comentário nem réplica.
Este bloco terá três etapas diferentes. Inicialmente, uma mesma pergunta dos âncoras será feita para os dois candidatos, com Lula respondendo primeiro. Em seguida, estabelece-se a mesma dinâmica de confronto direto do primeiro bloco, com 15 minutos livres para perguntas, respostas, réplicas e tréplicas para cada candidato. Desta vez, Bolsonaro fará a primeira pergunta. Para encerrar o debate, cada um dos candidatos terá um minuto e meio para suas considerações finais. Bolsonaro falará primeiro e Lula em seguida.
Além desse debate, novos encontros entre os candidatos estavam programados para as seguintes datas. Contudo, não há confirmação ainda das emissoras e dos candidatos sobre a realização:
As últimas pesquisas divulgadas nesta semana pelos institutos especializados apontam o ex-presidente Lula (PT) na liderança. No levantamento da Quaest/Genial, o petista tem 49% das intenções de voto contra 41% de Bolsonaro.
Na sondagem do Paraná Pesquisas, Lula tem 51,9% dos votos válidos e Bolsonaro, 48,1%. As pesquisas do PoderData indicam 52% das intenções de voto para Lula e 48% para Bolsonaro.
A Pesquisa Abrapel/Ipespe aponta Lula com 54% dos votos válidos e Bolsonaro com 46%.
ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Por favor, tente novamente mais tarde.

Não é possivel enviar novos comentários.
Apenas assinantes podem ler e comentar
Ainda não é assinante? .
Se você já é assinante do UOL, .
O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

source